Foto: reprodução

O Tribunal Supremo Eleitoral da Bolívia anunciou oficialmente na noite desta quinta-feira (20), a impugnação da candidatura do ex-presidente Evo Morales ao Senado.

A impugnação foi antecipada pela imprensa boliviana na última quarta-feira (19), mas o presidente do tribunal, Salvador Romero, havia negado que uma decisão já estivesse tomada àquela altura.

Entretanto, ontem, Romero confirmou que Evo não pode se candidatar nas eleições do dia 3 de maio.

Segundo o artigo 167 da Constituição da Bolívia, o candidato precisa ter tido residência no país por pelo menos cinco anos para disputar a eleição — motivo pelo qual Morales, que deixou o país recentemente e virou asilado político na Argentina, foi impugnado.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram