Reprodução/Twitter

Ouça essa matéria na integra

O vice-presidente do Partido Socialista da Venezuela, Diosdado Cabello, previu neste sábado que é “provável” que fuzileiros navais norte-americanos entrem no país sul-americano, falando uma semana depois de um confronto entre aviões das Forças Armadas dos dois países. 

“Somos poucos, um país pequeno, muito humildes, e é provável que os fuzileiros navais dos EUA entrem aqui. É provável que eles entrem”, disse Cabello, ao Foro de São Paulo, reunião de políticos de esquerda e ativistas da América Latina, sem citar evidências. 

“O problema deles será sair da Venezuela.”

As tensões entre EUA e Venezuela cresceram este ano, desde que Juan Guaidó, líder da Assembleia Nacional controlada pela oposição, evocou a Constituição para assumir a Presidência interina em janeiro, argumentando que a reeleição do presidente socialista Nicolás Maduro, em 2018, não foi legítima. 

Os Estados Unidos e a maioria das democracias ocidentais reconheceram Guaidó como o líder de direito da Venezuela. A administração Trump disse que prefere continuar a usar sanções e diplomacia para pressionar Maduro a renunciar, mas não descartou ação militar como uma opção.