Em coletiva de imprensa para atualizar informações sobre ações de combate ao novo coronavírus, o presidente Donald Trump citou a conversa por telefone que teve com seu amigo brasileiro, Jair Bolsonaro, pela manhã.  Ao ser perguntado sobre o telefonema por uma repórter, ele disse que o Brasil “teve que parar” e fez elogios a Bolsonaro.

“Ele (Bolsonaro) é um grande cara, fazendo um trabalho maravilhoso pelo Brasil. Foi um telefonema de cortesia. Ele tem um problema com o vírus, nos falamos esta manhã. O Brasil está parando, ele teve que parar. O mundo está parando, alguns países estão se saindo bem. Espero que possamos sair dessa mais fortes do que nunca”, disse o chefe da Casa Branca.

Em comunicado divulgado depois da entrevista, a Casa Branca afirmou que os dois líderes “ressaltaram a importância de uma coordenação internacional e parceria contínua, incluindo o compromisso de trabalhar em conjunto no âmbito do G-20”. Sem mencionar medidas de distanciamento social, a nota afirma que “os líderes reiteraram a importância de diminuir o avanço do vírus e proteger vidas através do compartilhamento de informações, maior preparação e ações conjuntas para o desenvolvimento de vacinas e tratamentos”. Por fim, os presidentes concordaram em adotar medidas para proteger o emprego e as economias — Trump ainda agradeceu pelos esforços para ajudar na repatriação de cidadãos americanos que estavam no Brasil.