O chanceler dos Estados Unidos (EUA), Mike Pompeo, pediu nesta quinta-feira (23) ao “mundo livre” para que triunfe sobre a “nova tirania” da China. 

Em discurso realizado na Biblioteca e Museu Presidencial Richard Nixon, na Califórnia, nesta quinta-feira (23), Pompeo pediu para que as nações democráticas formem uma coalizão com os EUA.

O objetivo da aliança seria forçar o Partido Comunista Chinês (PCCh) a mudar seu modus operandi ou enfrentar o isolamento.

Ainda em sua fala, Pompeo sustentou que as recentes ações de Pequim ameaçam o “povo e a prosperidade” ocidentais. 

“O mundo livre deve triunfar sobre essa tirania. O velho paradigma do envolvimento cego com a China falhou. Não devemos continuar”, disse o chanceler. “A China de hoje é cada vez mais autoritária no interior do país e mais agressiva na sua hostilidade face à liberdade em todo o lado”.

Pompeo ainda disse que o ditador da China, Xi Jinping, é “um adepto sincero de uma ideologia totalitária em falência”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram