O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse nesta terça-feira (07), que o país pode banir alguns aplicativos da China, incluindo o TikTok, depois de alegar que o software compartilhava informações pessoais dos usuários com o governo chinês.

O TikTok já foi banido na Índia com outros 58 aplicativos chineses por risco à soberania nacional. O aplicativo também vai ser banido de Hong Kong.

Legisladores americanos levantaram dúvidas sobre a segurança do TikTok e como o aplicativo lida com os dados pessoais dos usuários e disseram que estavam preocupados com as leis chinesas, que pedem que companhias “apoiem e cooperem com o trabalho de inteligência controlado pelo Partido Comunista Chinês”.

Pompeo afirmou que os americanos deveriam tomar cuidado ao usarem o TikTok e disse, ironicamente, que recomenda que baixem o software “apenas se você quiser ter as suas informações nas mãos do Partido Comunista Chinês”.

Pompeo está há meses provocando a China, chegou a culpar o país pela pandemia de coronavírus e disse que o vírus foi fabricado em um laboratório em Wuhan.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram