O presidente dos EUA, Donald Trump, fala a jornalistas na Casa Branca, em Washington, na terça-feira (19) — Foto: Reuters/Yuri Gripas

O governo dos Estados Unidos anunciou neste domingo (24) a proibição da entrada de viajantes estrangeiros provenientes do Brasil. A decisão foi tomada por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Na última sexta-feira (22), dia em que a Organização Mundial da Saúde classificou a América Latina como novo epicentro do novo coronavírus, a Casa Branca e o Departamento de Estado americano concordaram em oficializar a restrição.

Em comunicado, a secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, informou que a medida protetiva vale também para todos que passaram pelo Brasil nos últimos 14 dias.

“Hoje o presidente tomou a ação decisiva para proteger nosso país, ao suspender a entrada de estrangeiros que estiveram no país durante um período de 14 dias antes de buscar a admissão nos Estados Unidos”, diz um comunicado deste domingo da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany.

“Os Estados Unidos doarão 1.000 ventiladores para o Brasil para ajudar nas necessidades de saúde.· Essas restrições de viagem são projetadas para proteger os cidadãos dos Estados Unidos e do Brasil e não refletem de forma alguma uma redução no forte relacionamento bilateral entre nossos dois países”, diz a nota.