França, Reino Unido e Alemanha acionaram o mecanismo de resolução de disputas previsto no acordo nuclear de 2015, informa a Reuters.

A medida foi tomada após o Irã anunciar que não vai mais respeitar os termos do acordo.

Porém,  disseram que não vão se juntar à campanha dos Estados Unidos de exercer máxima pressão sobre o Irã.

“Em vez de reverter o curso, o Irã optou por reduzir ainda mais a conformidade”, afirmaram os países, em comunicado conjunto.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram