O ex-presidente e chefe do partido Centro Democrático, Álvaro Uribe teve nesta terça-feira (04) sua prisão decretada pela Suprema Corte da Colômbia. A decisão  que está sendo considerada histórica determinou que o senador permaneça em sua fazenda. A informação é da Caracol.

O processo pelo qual o ex-presidente está sendo investigado teve início em 2012, quando ele denunciou o congressista Iván Cepeda por ter pedido supostamente a ex-paramilitares que testemunhassem contra ele em troca de benefícios.

Porém, em 2018, a Corte acabou arquinavndo a investigação contra Cepeda e abrindo outra onde investiga o ex-presidente por suposta compra de testemunhas. Com isso, Álvaro Uribe passou a ser investigado por fraude processual e suborno, e Ivan Cepeda se tornou vítima.

Em seu Twitter, Álvaro Uribe deixou claro sua decepção com a decisão da Suprema Corte. “A privação de minha liberdade me causa profunda tristeza por minha senhora, por minha família e pelos colombianos que ainda acreditam que eu fiz algo de bom pela pátria”, escreveu ele.