Crédito:Reprodução YouTube

De acordo com o jornal The Times, a jornalista Zhang Zhan, que compartilhou vídeos denunciando Wuhan como o epicentro do coronavírus no país, foi presa em Xangai, capital da China. Ela foi acusada de “provocar brigas e problemas”, uma acusação generalizada frequentemente usada contra ativistas no país.

Zhang Zhan já havia feito críticas ao governo da China antes da pandemia da covid-19. A jornalista seria a quarta ativista silenciada por autoridades chinesas por tentar documentar informações do novo coronavírus.

Em 2019, a polícia prendeu a jornalista alegando as mesmas acusações depois que ela mostrou seu apoio aos manifestantes pró-democracia de Hong Kong, de acordo com um site chinês que publica atualizações sobre ativistas.