Ruth Bader Ginsburg

A juíza da Suprema Corte dos EUA, Ruth Bader Ginsburg, morreu por complicações de um câncer no pâncreas, nesta sexta-feira (18), informa a CNN Internacional. Ela tinha 87 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ginsburg foi nomeado em 1993 pelo presidente Bill Clinton e, nos últimos anos, atuou como o membro mais antigo da ala de esquerda do tribunal, entregando consistentemente votos progressistas nas questões sociais mais polêmicas da época, incluindo direito ao aborto, casamento do mesmo sexo, direito de voto, imigração, saúde e ação afirmativa.

Ela foi tratada por câncer de cólon em 1999, e uma década depois, por câncer de pâncreas, que foi detectado em um estágio inicial. Em dezembro de 2018, dois nódulos foram removidos do pulmão.

Os juízes da Suprema Corte são nomeados de forma vitalícia.

A morte de Ginsburg dá ao presidente Donald Trump a chance de expandir sua maioria conservadora com uma terceira indicação em um momento de profundas divisões no país às vésperas das eleições presidenciais em 3 de novembro.