As autoridades libanesas prenderam 16 indivíduos em uma investigação sobre a explosão de um armazém portuário em Beirute que abalou a capital, informou a agência de notícias estatal NNA nesta quinta-feira (6). 

Segundo a agência, o juiz Fadi Akiki, representante do governo na corte militar, afirmou que até o momento as autoridades questionaram mais de 18 autoridades portuárias Investigadores questionaram mais de 18 autoridades portuárias e aduaneiras e indivíduos envolvidos em trabalhos de manutenção no armazém que explodiu.

“Dezesseis pessoas foram presas como parte da investigação”, afirmou Akiki, segundo a NNA, sem identificar os indivíduos. Ele disse que a investigação continua.

*Com informações de Reuters