Ouça essa matéria na integra

(Reuters) – Milhares de manifestantes em Hong Kong cantaram o hino dos Estados Unidos no domingo (8) e pediram para que o presidente Donald Trump os liberasse do domínio chinês.

O protesto começou pacífico, mas, como tem acontecido, acabou com barricadas, quebra de vidraças e fogos na rua. Dessa vez, isso aconteceu no distrito financeiro e de compras.

A polícia postou-se perto dos manifestantes, enquanto as pessoas pediam democracia e as pessoas cantavam o hino dos EUA.

“Cante pela liberdade, fique ao lado de Hong Kong”, eles gritaram antes de entregar petições ao consulado dos EUA. “Resista à Pequim, libere Hong Kong”.