Foto: reprodução

O novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, disse, nesta terça-feira (26), que desistirá de receber cerca de US$ 11 bilhões de um crédito do FMI concedido ao atual governo, informa O Globo.

“O que eu quero é deixar de pedir e que me deixem pagar. Tenho um problemão e vou pedir US$ 11 bilhões a mais?”, indagou Fernández.

O presidente, que assume o cargo em 10 de dezembro, afirmou ainda que não vai “assinar acordos que não podemos cumprir”.

“Foi o que Mauricio [Macri, o atual presidente] já fez”, completou.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram