Nesta quarta-feira (12), o Papa Francisco descartou, nesta quarta-feira (12), a possibilidade de que homens casados se tornem padres na região amazônica. A decisão foi apresentada em uma exortação apostólica feita pelo pontífice.

A proposta de ordenar homens casados havia sido aprovada, por 128 votos a 41, no sínodo da Igreja sobre a Amazônia, em outubro passado, mas assustou os membros conservadores da Igreja, que temiam que isso pudesse levar a uma mudança no compromisso secular de celibato entre os padres.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram