O deputado do  Guy Reschenthaler, do Partido Republicano, o qual Trump é membro, apresentou nesta terça-feira (7) uma resolução na Câmara dos Deputados que pede aos Estados Unidos que suspenda o financiamento para Organização Mundial da Saúde (OMS) até que seu diretor-geral Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, renuncie. A informação é da Fox News.

Mais cedo, o presidente americano, Donald Trump, também ameaçou  cortar os recursos dos Estados Unidos para a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Trump disse a repórteres que “iria colocar um freio muito forte” aos recursos da OMS, o órgão da ONU cuja maior fonte de financiamento são os Estados Unidos. “Vamos suspender o dinheiro gasto com a OMS”, disse Trump, que segue uma agenda do “America First” e já criticou outras agências da ONU e multilaterais. Ele não deu detalhes sobre quanto dinheiro seria retido e, minutos depois, durante a coletiva de imprensa, disse: “Não estou dizendo que vou fazer isso.

A Reschenthaler, juntamente com mais de 20 outros co-patrocinadores republicanos da Câmara, apoiou a resolução que diz que “os Estados Unidos devem reter a contribuição dos fundos federais para a Organização Mundial da Saúde até que o diretor-geral Tedros Ghebreyesus renuncie e uma comissão internacional para investigar o mundo”. Comissão de Saúde está estabelecida. “

Como razões pelas quais os EUA deveriam tomar essas medidas, a resolução cita um tweet de 14 de janeiro da OMS de que “investigações preliminares conduzidas pelas autoridades chinesas” indicaram que o coronavírus não transmitia entre pessoas. Em 30 de janeiro, comentários de Tedros desencorajam a proibição de viagens ou algo semelhante. Ação dos governos para combater o coronavírus e um comentário de Tedros de que ele “ficou absolutamente sem dúvida sobre o compromisso da China com a transparência” sobre o coronavírus.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram