O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, em congresso do Partido Conservador Foto: Oli Scarff/AFP

A economia britânica registrou no início de 2020 a maior contração desde 1979 uma vez que as famílias reduziram seus gastos, de acordo com dados oficiais que incluem os primeiros dias das restrições devido ao coronavírus.

O Produto Interno Bruto recuou 2,2% no primeiro trimestre sobre o período anterior, informou a Agência para Estatísticas Nacionais. A expectativa em pesquisa da Reuters era de contração de 2,0%.

A economia britânica pode ter contraído 20% no primeiro semestre de 2020, afirmou o banco central britânico neste mês, já que os efeitos totais das paralisações afetaram mais os setores entre abril e junho.

O Banco da Inglaterra afirmou que a queda na economia este ano pode ser a pior em três séculos.

Os dados desta terça-feira mostraram um salto na poupança das famílias conforme os gastos despencaram no ritmo mais forte desde que os registros começaram na década de 1950.

A taxa de poupança das famílias acelerou a 8,6% no primeiro trimestre de 6,6% no fim de 2019.

*Com informações de Reuters

Siga a Gazeta Brasil no Instagram