O policial branco que foi acusado de matar George Floyd, Derik Chauvin, e mais outros três policiais envolvidos no assassinato serão acusados por homicídio doloso. A informação é do jornal do estado, Star Tribune.

Anteriormente, o único policial que viria a ser indiciado era Chauvin, que já estava preso e acusado por homicídio culposo -quando não há intenção de matar-.


Apesar da informação ainda não ter sido confirmada pelo novo procurador-geral que está encarregado do caso desde domingo (31), Keith Ellison, em breve ele deve divulgar uma atualização sobre as investigações e falar sobre o indiciamento, segundo o jornal.]

Caso George Floyd

Na segunda-feira da semana passada (25), o policial  Derek Chauvin foi filmado ajoelhado sobre o pescoço de um homem negro, George Floyd, por mais de 7 minutos. Nas filmagens, é possível ver que Derek agiu com outros policiais, porém apenas ele havia sido preso. O que irá mudar agora com a nova acusão é que ele e os demais policiais que estavam presentes na cena serão julgados por matar Floyd intencionalmente.

Todos os policiais foram demitidos, mas os outros três ainda respondem em liberdade. Tou Thao, aparece nas filmagens pressionando e segurando o corpo de Floyd no chão, enquanto Chauvin estava ajoelhado sobre seu pescoço. J. Alexander Keung foi o primeiro policial a chegar na cena e ajudou a derrubar Floyd no chão, enquanto Thomas Lane apontava uma arma contra o homem antes de algemá-lo.

Todos serão acusado de participação no crime e homicídio doloso.