marcha antiaborto
Foto: Reuters

Ouça essa matéria na integra

O presidente dos Estados Donald Trump tornou-se, nesta sexta-feira (24), o primeiro líder dos Estados Unidos a participar presencialmente da Marcha pela Vida, grande evento anual que reúne manifestantes antiaborto em Washington desde 1974.

O republicano disse ser “uma profunda honra” estar no evento e mencionou a nomeação de dois juízes conservadores para a Suprema Corte: Brett Kavanaugh e Neil Gorsuch.

“Crianças ainda não nascidas nunca tiveram um defensor tão forte na Casa Branca”, disse o chefe da Casa Branca.

Trump fez críticas aos os democratas em seu discurso, descrevendo-os como radicais que querem “silenciar os americanos que acreditam na santidade da vida”.

“Eles estão vindo atrás de mim porque estou lutando por vocês”, disse.” E estamos lutando por aqueles que não têm voz nenhuma, e vamos ganhar porque sabemos como ganhar”. 

Diferentemente de seus antecessores, que se comunicaram com os líderes da manifestação por telefone ou enviaram vídeos de saudações, Trump decidiu discursar pessoalmente no evento.