CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Casa Verde e Amarela

O Governo Bolsonaro lançou nesta terça-feira hoje (25) o novo programa habitacional Casa Verde e Amarela, que vai reformular o Minha Casa Minha Vida. Os focos iniciais serão a regularização fundiária, melhoria habitacional e redução da taxa de juro para a menor da história, para ampliar o acesso à moradia digna.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o governo, o programa vai garantir que 1 milhão de famílias que estavam fora do sistema de financiamento habitacional possam ter acesso ao crédito.

A cerimônia ocorreu no Palácio do Planalto e contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

O Casa Verde e Amarela vai permitir, segundo o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que o Brasil tenha a menor taxa de juros da história do programa habitacional: “Esse governo foi empreendedor, diligente e teve a parceria do Congresso Nacional para fazer as mudanças necessárias no sistema macroeconômico que nos possibilitam hoje ter uma situação ombreada com as principais democracias do mundo”.

De acordo com Marinho, a taxa de juros do programa será de 4,25% nas regiões Norte e no Nordeste e 4,50% no restante do país. “Mais de um milhão de famílias no Brasil vão poder participar do sistema habitacional, e elas eram impedidas em função da determinação de que apenas 30% de suas rendas poderiam ser comprometidas com as prestações”.

O ministro também disse que o programa permite renegociar as dívidas de mutuários da Faixa 1, que ganham até R$ 1.800, que teria hoje uma inadimplência próxima de 40%. “A partir de agora podemos fazer um grande esforço para que 500 mil famílias retomem à normalidade econômica.”

Ele anunciou um grande mutirão, em parceria com a Caixa, para renegociar as dívidas dos brasileiros com programas habitacionais assim que acabar a pandemia do novo coronavírus.

O programa Casa Verde e Amarela ajudará o setor de construção civil a atrair investimentos.

De acordo com release do Governo Bolsonaro, o Casa Verde e Amarela tem como meta atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda, “com moradia digna e o menor juro da história para financiamentos”. O programa buscará a regularização fundiária de 2 milhões de moradias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE