CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por 25 votos a 22, A Câmara Municipal do Rio de Janeiro rejeitou a abertura de processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foi votado o pedido assinado pela deputada estadual do PSOL, Renata Souza, pré-candidata à Prefeitura. O vereador Átila Nunes (DEM) entregou também um pedido semelhante, descartado pelo presidente Jorge Felippe (também do DEM).

Renata Souza ingressou na terça-feira (01) com o pedido de impeachment por causa dos “Guardiões de Crivella”. Para ela, os “Guardiões de Crivella” configuram “flagrante inobservância dos princípios da probidade administrativa, em especial da honestidade, imparcialidade e legalidade, além de possível crime de responsabilidade”.

Crivella já sofreu um processo de impeachment, mas o pedido foi absolvido em junho de 2019.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE