quinta-feira, 22 de abril de 2021

Randolfe quer impeachment de ex-ministro para impedir ascensão de Ernesto em 2022

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

Assim como aconteceu com o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, certamente Ernesto Araújo deve aumentar sua influência nas redes sociais e se projetar com um líder da direita para 2022. 

É com este receio que os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE), autores do requerimento, tentam garantir a inegibilidade do agora ex-ministro Ernesto Araújo, de forma que ele fique impedido de disputar qualquer cargo público por um período de oito anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

“Vamos insistir porque o  impeachment também torna a pessoa inelegível para cargos públicos por até oito anos”, diz Randolfe Rodrigues.  

Os dois congressistas se inspiram no caso do ex-presidente Donald Trump, que também foi alvo de um processo de destituição mesmo após deixar a Casa Branca. O pedido de Ranfolfe e Alessandro foi protocolado hoje na Câmara dos Deputados e vai se basear no artigo 51 da Constituição Federal. Eles acusam Ernesto de cometer crime de responsabilidade ao dificultar, com sua atuação, a importação de vacinas para prevenir a Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Anne Viana
Anne Viana
Jornalista, editora de Política da Gazeta Brasil
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimos artigos