Reprodução

Ouça essa matéria na integra

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) vota, na manhã desta terça-feira (03), a regulamentação da maconha medicinal no Brasil.

O primeiro a se pronunciar, o diretor Fernando Mendes votou por uma autorização sanitária específica e provisória, com prazo de validade definido e improrrogável, para os medicamentos à base de canabidiol (CBD).

Mendes votou, de acordo com O Antagonista, contra o registro facilitado para remédios à base de CBD, proposta em pauta pelo fato de esses medicamentos ainda serem experimentais. E propôs uma regulação substitutiva.