Em uma cerimônia virtual, o ministro Luís Roberto Barroso irá tomar posse como presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nesta segunda-feira (25). O ministro Luiz Edson Fachin irá assumira vice-presidência da Corte. O evento, está previsto para ocorrer, sem plateia, às 17 horas e terá a presença do presidente Jair Bolsonaro de forma remota.

 

É o primeiro encontro do presidente com ministros que também fazem parte do STF (Supremo Tribunal Federal) após a divulgação do vídeo da reunião ministerial, determinada pelo decano da Corte, Celso de Mello. 

Presencialmente estarão presentes no Plenário do TSE a atual presidente da Corte, ministra Rosa Weber, os ministros Barroso e Fachin, que tomarão posse em seus cargos e o ministro Luis Felipe Salomão, escolhido para dar as boas-vindas ao novo presidente em nome da Corte.

Os ministros ficarão a mais de dois metros de distância um do outro adotando as recomendações para proteção de todos, sem a participação de convidados e plateia, em cumprimento aos cuidados e medidas sanitárias recomendadas.

Os demais ministros que compõem o TSE e as autoridades que tradicionalmente estariam na mesa de honra participarão da cerimônia de forma virtual.

Além do presidente Jair Bolsonaro, também foram convidados os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli.