FOTO: Jorge William/Agência O Globo

A carta apresentada ao comitê de ética do Banco Mundial que solicita a suspensão da nomeação do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub ao cargo de diretor-executivo serve apenas como uma nota desagravo e opinião da maioria dos colaboradores do órgão. A informação é da CNN Brasil.

Uma fonte ligada à liderança da Associação de Funcionários informou à emissora americana.

 A nomeação de Abraham Weintraub só pode ser suspensa por Paulo Guedes, o ministro da Economia que tem poder para indicar o representante do Brasil no órgão.