Foto: Pedro França/Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello encaminhou nesta quarta-feira (1º) para plenário da Corte, a ação que pede a revisão do foro privilegiado do senador Flávio Bolsonaro de suposta rachadinha na Alerj.

Na última sexta-feira (26), a Rede Sustentabilidade protocolou ação junto ao Supremo para que a Justiça do Rio mantenha em 1ª instância a apuração da suposta prática de rachadinha.

O objetivo é reverter a decisão dada na última quinta-feira (25), na qual o TJ-RJ atendeu pedido do senador para mandar a apuração à segunda instância.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram