Foto: reprodução

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) pautou para 7 de julho o julgamento de processo contra o procurador Deltan Dallagnol  por conta de uma apresentação Power Point em que mostrou que Lula era o líder da organização criminosa investigada pela Lava Jato. O CNMP é presidido pelo procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras.

A reclamação contra o procurador foi apresentada pela defesa do petista condenado. No pedido, Lula acusou Deltan de abuso de poder por causa da apresentação e que não foi acusado de chefiar organização criminosa, por isso a apresentação teria o objetivo de causar danos à sua imagem.

A apresentação foi mostrada durante uma entrevista coletiva em 2016 para explicar o caso tríplex, em que Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram