Divulgação

O ex-ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, afirmou nesta quarta-feira (01) em entrevista a Gazeta do Povo, que mesmo após as polêmicas envolvendo seu currículo, o presidente Jair Bolsonaro teria prometido “aguentar o tiroteio” com ele. Porém, professor economista preferiu deixar o ministério e entregou a carta de demissão na terça (30).

“A iniciativa partiu de mim”, afirmou Decotelli sobre seu pedido de saída da pasta.

“O presidente falou que se eu quisesse continuar comandando o MEC, ele aguentaria o tiroteio comigo. Mas eu disse que ele já estava com muitas frentes de ataque, e que eu não queria ser mais uma frente de ataque contra ele”, finalizou.

Segundo o site, ao mencionar o “tiroteio”, Decotelli se referia às críticas e apontamentos de inconsistências em seu currículo.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram