Foto: reprodução

Ouça essa matéria na integra

Jair Bolsonaro comentou, na manhã desta quinta-feira(17), sobre o vazamento de um áudio seu. O presidente disse que os parlamentares que gravaram suas conversas agiram com “desonestidade”.

“Eu falei com alguns parlamentares. Me gravaram? Deram uma de jornalista? Eu converso com deputados. Eu não trato publicamente desse assunto. Converso individualmente.”, afirmou o presidente.

“Se alguém grampeou o telefone, primeiro, é uma desonestidade.”, finalizou o Bolsonaro.

O áudio

No áudio vazado do presidente, mostra que Bolsonaro orientou parlamentares a substituírem o deputado Delegado Waldir pelo seu filho Eduardo Bolsonaro na liderança do PSL na Câmara.

Ouça o áudio vazado completo: