General Mourão
Foto: reprodução

O vice-presidente General Hamilton Mourão disse nesta quinta-feira (19), que a posição de Eduardo Bolsonaro sobre a China não representa a opinião do governo federal. Ontem (18), o deputado compartilhou uma série de tuítes sobre a responsabilidade da ditadura na explosão da epidemia do coronavírus, censurando informações e ameaçando médicos.

“O Eduardo Bolsonaro é um deputado. Se o sobrenome dele fosse Eduardo Bananinha, não era problema nenhum. Só por causa do sobrenome. Ele não representa o governo”, disse à Mourão em entrevista à Folha.

“Não é a opinião do governo. Ele tem algum cargo no governo?”, questionou.

Ele também afirmou que o Ministério de Relações Exteriores já começou contatos  com autoridades da ditadura para tratar da questão.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram