Foto: reprodução

O ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu desculpas, em mensagem enviada ao jornal O Estadão, por ter chamado os servidores de parasitas.

“Eu me expressei muito mal, e peço desculpas não só a meus queridos familiares e amigos, mas a todos os exemplares funcionários públicos a quem descuidadamente eu possa ter ofendido.

EU NÃO FALAVA DE PESSOAS E SIM DO RISCO DE TERMOS UM ESTADO PARASITÁRIO, APARELHADO POLITICAMENTE, FINANCEIRAMENTE INVIÁVEL.

O ERRO É SISTÊMICO e não é culpa das pessoas que cumprem os seus deveres profissionais como é o caso da enorme maioria dos servidores públicos.”, escreveu Guedes em mensagem via WhatsApp ao jornal.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram