Ouça essa matéria na integra

Um dos hackers de Araraquara disse a Manuela D’Ávila que havia roubado mensagens dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso, segundo a Veja.

Ele disse também que essas mensagens permitiriam invalidar todos os atos da Lava Jato.

Também, em sua conversa com a esquerdista Manuela D’Ávila, ele acusou Cármen Lúcia de “fazer piada” com a morte do neto de Lula.

Nas mensagens, ele se identificava como “Brazil Baronil”.

Confira