Foto: Época

O deputado federal Kim Kataguiri disse neste sábado (23) que irá processar o general Augusto Heleno, ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) após ele dizer em nota que a apreensão dos celulares do presidente Jair Bolsonaro e de seu filho Carlos Bolsonaro traria “consequências imprevisíveis” à ordem institucional.

Em um vídeo publicado em seu canal do You Tuber, o líder do Movimento Brasil Livre (MBL) disse que já articulou a apresentação de uma denúncia de crime de responsabilidade na Câmara dos Deputados, além de um pedido de convocação de Augusto Heleno para se explicar na casa. Para Kim Kataguiri, ao responder ao ministro do Supremo Celso de Mello, Augusto Heleno “ameaçou um golpe de estado”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram