O leilão das pedras de diamantes e barras de ouros que pertenciam ao ex-governador do Rio Sérgio Cabral que foram vendidas nesta quarta-feira (29) por cerca de R$ 4,5 milhões. Ao todo  15 diamantes lapidados e cinco barras de ouro 24 quilates, avaliados em R$ 3 milhões foram leiloados. Segundo a empresa Paula Leilões, que conduziu o evento, o valor total só será divulgado após às 17h.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No último lote uma pedra de diamante com 4.06 quilates, foi arrematada por R$ 335 mil. De acordo com uma funcionária da empresa, o pregão contendo as joias que foram de Cabral foi “bastante disputado”. E, segundo ela, às 14h, o leilão já havia arrecadado  R$ 2,8 milhões e vendido todas as barras de ouro.

Os primeiros lances iam de R$ 52,6 mil a R$ 246,5 mil — respectivamente, uma pedra de diamante com 2,05 quilates e outra com 4,06 quilates.

O pregão recebeu autorização da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senad/MJSP).

O dinheiro qur foi arrecadado irá todo para o Ministério da Justiça e o Fundo Antidrogas, sendo que 40% do valor arrecadado com os lotes terão destino para estruturar e equipar as forças policiais responsáveis pela apreensão das joias.

O que sobrar vai para o Fundo Nacional Antidrogas (Funad), que tem hoje R$ 92 milhões para financiar, entre outros, projetos e ações de prevenção e de combate ao tráfico de ilícitos.