Foto: Gazeta do Povo

Ouça essa matéria na integra

Em depoimento, Manuela D’Ávila afirmou à Polícia Federal (PF) que algumas convesas que teve com Walter Delgatti Neto, o Vermelho, um dos hacker de Araraquara, sumiram dos arquivos de seu celular, informa o Estadão.

Manuela teria dito à PF que tirou prints das mensagens trocadas com Vermelho, mas que eles não incluíam algumas das conversas que ela teve com o hacker e, por isso, não foram incluídas no inquérito.

No depoimento, a ex-deputada afirma que o contato entre os dois se estendeu pelo menos até o fim de junho. Essas mensagens, porém, não chegaram a ser entregues às autoridades policiais.