Foto: reprodução

O sargento brasileiro Manoel Silva Rodrigues, que foi detido em 2019 na Espanha com 39 quilos de cocaína, quando viajava como parte da tripulação de apoio à Presidência da República, foi condenado nesta segunda-feira (24) a seis anos de prisão”, informou um porta-voz do Judiciário espanhol.

 “A Promotoria reduziu o pedido de prisão de oito anos para seis anos e um dia e a defesa do militar aceitou esta pena”, disse o porta-voz do tribunal de Sevilha, na região da Andaluzia, local do julgamento do segundo-sargento da Aeronáutica.

À época, Bolsonaro classificou o fato como “inaceitável”, exigiu uma investigação e “punição severa ao responsável”. A Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pela segurança do avião, assegurou o reforço das medidas de controle para prevenir este tipo de crime. 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram