Foto: Rodrigues Pozzebon/Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou neste domingo (06), que poderia ter “insurgido mais” sobre a política armamentista do governo do presidente Jair Bolsonaro.

“Acho que flexibilizar a posse de arma em casa mais é algo aceitável, mas acima de determinado ponto você começa a gerar uma política perigosa. Esses armamentos podem ser desviados para o crime e você não tem rastreamento adequado”, afirmou. “Talvez pudesse ter insurgido mais profundamente em relação a isso”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram