Foto: reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse na tarde desta quinta-feira (9) que a Casa “não aceita ser instrumento de disputa política entre governo e estados”. Governo diz que projeto é ‘pauta-bomba’, com impacto de R$ 180 bilhões aos cofres públicos. Para presidente da Câmara, isso é pretexto para não beneficiar governadores de Sul e Sudeste.

“Esse enfrentamento do presidente com os governadores é ruim e não leva a nada. Sempre tivemos essa convicção. Não são R$ 180 bilhões e estamos abertos a uma proposta. Mas não aceitamos ser instrumento de disputa entre governo e estados”, disse Maia.

“Transformar o debate sério que nós sempre fizemos e continuamos fazendo num debate de pauta-bomba porque, na verdade, o governo federal não quer atender os estados do Sudeste, do Rio, São Paulo, e do Sul, Rio Grande do Sul, entre outros… Nesse debate eu não vou entrar. Eu vou entrar no debate técnico”, declarou o presidente da Câmara.

No Twitter, a hashtag #PLP149NAO, que se trata do projeto de socorro aos estados, esteve entre os assuntos mais comentados de hoje.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram