Foto: Divulgação governo do Rio

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel ,  se reuniu  com seus secretários na tarde desta terça-feira (26) no Palácio Guanabara, sede do Executivo estadual. Durante reunião, segundo o colunista do O Globo, Lauro Jardim, Witzel disse que não vai renunciar.

Witzel é alvo da Operação Placebo, que apura desvios na saúde pública do Rio em negociações de emergência durante a pandemia do novo coronavírus. 

Ao alegar  está sofrendo perseguição política de Jair Bolsonaro. E afirmou:

“Não vou renunciar”

Ainda segundo o colunista, Witzel afirmou também que entenderia se algum secretário preferisse deixar o governo agora, pois sabe é um momento difícil. Todos os presentes ficaram em silêncio. 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram