Imagem: Divulgação

Na manhã desta quarta-feira (27) a Polícia Federal fez buscas nas casas do empresário Luciano Hang, do presidente do PTB, Roberto Jefferson, e do blogueiro Allan dos Santos, além de outros aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Foi no âmbito desse inquérito que Moraes censurou reportagens publicadas na revista digital Crusoé e no site O Antagonista. O ministro, no entanto, acabou derrubando a própria decisão ao receber informações de que as reportagens eram fundamentadas em um documento que “realmente existe”. À época,  o site o Antagonista definia a investigação como “censura. Hoje comemoram porque o alvo são adversários. Agora é “inquérito das Fake News”.

 

15 de abril de 2019

Imagem: Divulgação

27 de maio de 2020

Nas redes sociais, parlamentares questionam a legalidade do inquérito das fake news, aberto no ano passado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e chegou a ser contestado pela então procuradora-geral da República Raquel Dodge. 

Vamos aguardar os próximos capítulos, mas é censura sim!

Siga a Gazeta Brasil no Instagram