Foto: reprodução

O vereador Carlos Bolsonaro comentou nesta quinta-feira (14), no Twitter, uma publicação da Gazeta Brasil sobre a operação Lava Jato ter prendido nesta manhã, o empresário Mário Peixoto que presta serviços ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel e está sendo investigado de desviar R$ 3,95 milhões na saúde do estado.

Além do empresário, o ex-deputado estadual Paulo Melo, que já tinha sido preso em uma etapa anterior da força-tarefa, também foi preso na operação ‘Favorito’. Outras pessoas ainda são procuradas.

A Polícia Federal FINALMENTE autorizada a agir diante de um dos maiores patrocinadores dos maiores políticos do estado”, escreveu Carlos.

A PF afirma que o grupo pagou vantagens indevidas a conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), deputados estaduais e outros agentes públicos.