Foto: Reprodução/Twitter

Advogados da ativista e coordenadora do ‘300 do Brasil, Sara Winter, que foi presa nesta segunda-feira (15) pela Polícia Federal (PF), após mandado de Alexande de Moraes, do STF, vão entrar com um Habeas Corpus (HC) na Corte, informa a Crusoé.

Os juristas classificaram a prisão de Sara como “política” e afirmaram que a ativista está “tranquila”.

Bertoni Barbosa, advogado que representa a ativista, fez uma visita à superintendência da Polícia Federal (PF). Ele afirmou que o mandado de prisão é “genérico” e que a defesa não teve acesso à decisão de Alexandre de Moraes.

“Onde está? A PF não tem. Precisamos correr atrás dessa decisão para poder impetrar o habeas corpus. Isso é um absurdo”, afirmou Barbosa.