Foto: reprodução

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, extinguiu uma interpelação judicial do jornalista Glenn Greenwald contra o presidente Jair Bolsonaro.

A decisão é processual. Isso porque o presidente apresentou explicações ao STF classificando de discurso político a fala na qual chamou o americano de “malandro” por ter adotado crianças no Brasil.

A partir dos esclarecimentos de Bolsonaro, agora, o jornalista vai decidir se aciona ou não o presidente na Justiça: “Efetivado o ato de notificação judicial e apresentada manifestação pelo interpelado, o presente procedimento cumpriu sua finalidade, razão pela qual julgo extinto o feito”, escreveu a ministra.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram