Foto: divulgação/assessoria Major Olímpio

Ouça essa matéria na integra

O grupo pró-instalação da comissão (cerca de 20 parlamentares) chega a ameaçar, reservadamente, impor dificuldades na Casa à votação da reforma da Previdência e às sabatinas de Augusto Aras, escolhido para assumir a PGR, e de Eduardo Bolsonaro, virtual indicado do Planalto para a embaixada do Brasil em Washington (EUA).

A tensão aumentou ainda mais após Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) ter se recusado a assinar o requerimento pela CPI.

A ideia também é boicotar outras pautas de interesse do governo até que Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado, instale a CPI da Lava Toga.

Por Agência Estado