Foto: Reprodução

Ouça essa matéria na integra

Coordenador da Lava-Jato no Rio, o juiz Marcelo Bretas indeferiu, nesta segunda-feira (18), um pedido de Michel Temer para viajar à Europa. Temer pediu seu passaporte diplomático para poder deixar o país entre os dias 25 de novembro e 1 de dezembro para participar de dois eventos como convidado, informa a Veja.

“A situação do requerente não é igual a de um indivíduo em plena liberdade. O acusado responde por acusações gravíssimas que inclusive ensejaram sua custódia preventiva na Primeira e na Segunda instâncias desta Justiça Federal, em decisões posteriormente revogadas pelo egrégio Superior Tribunal de Justiça”, escreveu Bretas.

“Permitir que o requerente realize viagens internacionais para que participe de eventos de interesse pessoal fere, em absoluto, a meu ver, a natureza das medidas substitutivas impostas por instância superior, sendo certo que estas só deveriam ser afastadas em casos de extrema urgência ou necessidade”, segue o juiz.