Foto: Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello decidiu, nesta sexta-feira (22), a favor da divulgação do vídeo de reunião ministerial ocorrida em 22 de abril. Segundo a CNN Brasil, será divulgado quase em sua íntegra deixando apenas citações à China e ao Paraguai em sigilo.

De acordo com Molica, ainda não há informações sobre se o acesso ficará público ou restrito às pessoas e autoridades envolvidas na investigação. A decisão já foi redigida durante a madrugada e já encaminhada ao STF.