barroso-considera-que-favreto-agiu-certo-ao-mandar-soltar-lula
Foto: divulgação

O PT teve, nas duas últimas semanas, nove de suas contas desativadas no WhatsApp por disparos em massa e denúncias de spam político. Ambas as ações são proibidas pela rede social.

De acordo com a legenda, as contas foram tiradas do ar no dia 25 de junho. Quatro delas já foram reativadas.

“Não dá para a gente afirmar que seja uma represália, mas com certeza o Facebook tem lado, um posicionamento político e um posicionamento em relação ao PL [projeto de lei das fake news, apoiado pelo PT]. Não devem estar contentes com ele”, afirmou a deputada petista Gleisi Hoffmann ao UOL.

De acordo com a presidente do PT, “o bloqueio desses canais ocorreu justamente dias depois que iniciamos o abaixo-assinado pelo impeachment, com muitos apoiadores e entidades”.

Ainda segundo Gleisi, o PT está migrando sua comunicação para o Telegram e vai desenvolver sua própria plataforma nas redes.

As regras do WhatsApp proíbem o envio de “mensagens em massa ou automatizadas” que violem os “termos de serviço”. Cerca de 2 milhões de contas, em média, são banidas a cada mês.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram