Zambelli informou que seu depoimento durou cerca de 4 horas e que o foco era em à movimentação bancária dela para financiar esses “atos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na tarde desta quinta-feira (24) a deputada federal Carla Zambelli compareceu para depor à Polícia Federal, no inquérito que investiga a organização e o financiamento de supostos ‘atos antidemocráticos’ contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso Nacional.

Zambelli afirmou para a CNN que seu depoimento durou cerca de 4 horas e que o foco dos agentes federais era em relação à movimentação bancária dela em possíveis financiamentos de conteúdo ‘antidemocrático’. “Tudo foi explicado em detalhes, tudo certo”, garantiu a parlamentar.

Além de Zambelli outra deputada também irá depor para à Polícia Federal, porém, esta vai ser ouvida nesta sexta-feira (25): a deputada federal Bia Kicis. O depoimento será em Brasília, onde a ela mora.   

Durante toda essa semana, a PF vem avançando nos depoimentos de aliados do presidente Jair Bolsonaro. Na terça-feira (22), os agentes federais ouviram o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente. O depoimento, durou 6 horas, e aconteceu no gabinete dele, na Câmara, em Brasília. 

Inquérito dos ‘atos antidemocráticos’

Em abril, o ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, abriu o  inquérito após acatar ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras. O pedido de investigação foi apresentado depois com base em um suposto possível financiamento de ‘pautas antidemocráticas’.