fbpx
domingo, 29 de novembro de 2020

Contra aborto, Bolsonaro estabelece em diretriz o direito à vida desde a concepção

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foi publicada nesta terça-feira (27) uma diretriz que estabelece a defesa da vida “desde a concepção” e dos “direitos do nascituro” pelo Governo Bolsonaro essa nova ação serve como uma estratégia nacional de longo prazo.  

A nova diretriz está prevista na Estratégia Federal de Desenvolvimento para o Brasil no período de 2020 a 2031. E  servirá como um decreto que propõe um planejamento a longo prazo no qual os diferentes órgãos do governo deverão considerar “os cenários macroeconômicos, as diretrizes, os desafios, as orientações, os índices-chave e as metas-alvo estabelecidos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No parágrafo “efetivar os direitos humanos fundamentais e a cidadania”, a estratégia pede que a orientação seja: “promover o direito à vida, desde a concepção até a morte natural, observando os direitos do nascituro, por meio de políticas de paternidade responsável, planejamento familiar e atenção às gestantes”.

A interrupção de gravidez não é autorizada no Brasil, exceto nos casos de estupro, risco de vida para a gestante e de anencefalia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) informou no final de 2018 quando foi indicada por Bolsonaro ao cargo, que havia um projeto mais importante que estava em tramitação no Congresso Nacional naquele momento era o chamado estatuto do nascituro.

Na época a proposta, estabelecia que a pensão alimentícia e outros custos do sustento da criança fossem pagos pelo estuprador. E no caso dele não ser identificado, o custeio deveria ser feito pelo poder público, o que levou a proposta a ser apelidada no Congresso de “bolsa estupro”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O estatuto também classificava o nascituro como ser humano concebido, incluindo os “in vitro”, antes da transferência para o útero da mulher.

Apesar das críticas ao aborto em relatórios apresentados por deputados sobre o tema, o projeto não citava alterações para a interrupção da gravidez nos casos já garantidos em lei.

Mesmo existindo a possibilidade de aborto previstos na legislação e em entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal), o governo ainda assim levou adiante uma série de medidas restritivas.

O governo Bolsonaro formou aliança com os EUA e alguns dos países mais conservadores do mundo para promover uma declaração política contra o aborto e em defesa da família baseada em casais heterossexuais.

No texto é destacado que “em nenhum caso o aborto deve ser promovido como método de planejamento familiar” e que “quaisquer medidas ou mudanças relacionadas ao aborto dentro do sistema de saúde só podem ser determinadas em nível nacional ou local de acordo com o processo legislativo nacional”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Gazeta Brasil
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Últimos artigos

Xi Jinping proibiu os médicos de Wuhan de falar sobre o início do coronavírus: a lei que prevê sentenças de morte

Infobae - Xi Jinping pretende - mais uma vez - amordaçar os médicos que estavam no início do surto do coronavírus em Wuhan, no...

Sem citar falha no supercomputador, Barroso pede que eleitores votem “com segurança” 

Em pronunciamento na noite deste sábado (28), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral(TSE), Luís Roberto Barroso, pediu que os brasileiros "não deixem de votar"...

Milhares de franceses saem às ruas para protestar contra Lei de Segurança

RFI - Ao menos 70 cidades francesas realizaram manifestações neste sábado (28) para protestar contra o controverso projeto de lei sobre a chamada "segurança...

Bolsonaro vai à comemoração de aniversário de ministro Rogério Marinho

O presidente Jair Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada neste sábado (28) para ir à comemoração de aniversário do ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional. A...

Comandante do Exército fratura o fêmur ao cair de cavalo

O comandante do Exército, general Edson Pujol, sofreu um acidente neste sábado (28) enquanto praticava equitação no Regimento Dragões da Independência, em Brasília. Ele...