Foto: reprodução

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, de não suspender as sessões de julgamento no plenário desagradou ministros, informa O Globo.

Dos onze integrantes do Supremo, apenas dois — o próprio Toffoli e Alexandre de Moraes — têm menos de 60 anos. Os demais estão na faixa etária considerada grupo de risco por causa do coronavírus.

Um ministro, ouvido pelo jornal, afirmou que é contraditório com a norma baixada pelo próprio tribunal na semana passada, que dá a funcionários com mais de 60 anos o direito de trabalhar de casa.

O mesmo também ponderou que cerca de 90% das decisões da Casa hoje são tomadas no plenário virtual, que dispensa o encontro físico dos ministros.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram