Foto: TV Cultura

Candidato derrotado nas eleições presidenciais em 2018, Ciro Gomes (PDT), fez duras críticas ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no programa “Provocações” da TV Cultura na última terça-feira (14).

Ciro afirmou ter ficado “deprimido” ao assistir a entrevista concedida por Lula aos jornais, El País e Folha de São Paulo “Eu conheço o Lula. Ele é um encantador de serpentes, um enganador profissional. Não tem um companheiro com quem ele não tenha sido desleal ao longo da vida inteira, ele cultiva isso.”

Questionado sobre Lula ser preso político e se o ex-presidente deveria pedir asilo político em alguma embaixada, Ciro explanou: “A petezada amalucada não percebe a incongruência. Se eu sou acusado falsamente e ameaçado de prisão arbitrária e política, eu iria a uma embaixada pedir asilo e denunciar. Se Lula se acha um preso político, é a única saída. Sugeri isso.”

Criticado por parte da esquerda por não ter declarado apoio a Fernando Haddad no segundo turno da eleição, Ciro afirma não sentir culpa e criticou o PT e citou erros, como a escolha de Michel Temer para ser vice-presidente no governo Dilma.

“Era só olhar para as pesquisas. Para o bolsominion, o Bolsonaro pode andar pelado na rua e isso vai ser relativizado. Assim virou o fanático do PT. Só que eu já engoli m* em nome deles demais. Mais muita. Dilma 1 e Dilma 2, por exemplo. Se ninguém sabia, eu sabia que ela não tinha experiência de nada. E o Michel Temer eu denunciei que ele rouba há mais de 30 anos. O governo dela foi um desastre transcedental e o PT apaga.”

Siga a Gazeta Brasil no Instagram